O poder do pensamento positivo

Tempo de leitura: 2 minutos

Pensar positivo não é ver unicórnios e arco-íris em tudo. Também não é ignorar os problemas, pois eles acontecem e a vida não é feita só de purpurina. O poder do pensamento positivo tem a ver com encontrar solução em qualquer acontecimento, pois quando o nosso foco passa a ser o problema, nos colocamos como vítimas e isso não resolve nada e o problema continua existindo.

Ao mudar o foco, ou seja, do negativo para o positivo, focamos em como iremos lidar com a situação e assim estamos mais próximos na busca de uma solução do que em encontrar um culpado. Mas o que o pensamento positivo tem  a ver com isso? A resposta é simples: tudo. Quando colocamos na cabeça que é importante termos um pensamento que está interessado em ir para frente ao invés de estacionar no lugar, estamos criando um padrão positivo em nossas vidas que tende a estar disposto a resolver qualquer situação. Elevamos nossa capacidade realizadora, pois cientificamente comprovado, se encontrarmos para cada problema, situação, emoção ruim, três emoções positivas, que nos façam mais bem, com certeza conseguiremos solucionar com mais tranquilidade e foco positivo. O que não significa, que iremos sempre ficar felizes, mas de fato trabalho com saldo mais positivo que negativo e evitando assim, a fadiga, as doenças físicas e emocionais.

Fazendo a troca de pensamento, do problema à solução, estamos economizando tempo e energia, pois o pensamento positivo nos dá mais energia para focarmos no que realmente importa. E, de acordo com um dos criadores da psicologia positiva, Martin Seligman (2002), até a Segunda Guerra Mundial, a missão da psicologia era tornar a vida das pessoas mais satisfatórias; identificar seus talentos para desenvolvê-los e curar as doenças mentais, esse era o foco, tratar em base a doença metal.

Após o conflito era quase impossível ser positivo, é neste momento então, que se iniciam os primeiros movimentos de estudos até a chegada, em 1998, da nova ciência da felicidade, que nasce com o objetivo de não apenas estudar a fraqueza e o dano, mas também o estudo das forças e das virtudes humanas. Tratar não significa apenas consertar o que está com defeito, mas também cultivar o que temos de melhor. Portanto, não podemos confundir o pensar positivo com ignorar os problemas, pois nem mesmo a psicologia positiva ignora as doenças e problemas da humanidade, o que acontece é para onde voltamos nosso olhar, ou seja, para cultivar o que há de melhor e assim neutralizar o negativo e potencializar o positivo, as virtudes do ser humano, o que iremos compreender melhor quando associamos o físico e o mental e percebemos a cura até física através da atitude mental positiva. Então vamos ser mais positivo? Convido você a todos os dias fazer um balanço do que sentiu de negativo e começar a equilibrar essas emoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *