Vamos cuidar das nossas emoções?

Tempo de leitura: 3 minutos

Vamos cuidar das nossas emoções?

Vamos cuidar das nossas emoções?

Você é daquelas pessoas que se irrita facilmente? Que, quando vê, já falou o que não devia e depois se arrepende?

Você se magoa com facilidade? Espera demais de outras pessoas e depois se frustra?

Vive melancólico? Acha que não é bom o suficiente? Surpreende-se com as reações instintivas? Está estressado? A produtividade está baixa por causa dessa gangorra emocional?

Pois é, meu amigo. Se você se identificou com esse cenário – e hoje em dia, é muito comum encontrar pessoas desequilibradas emocionalmente –, recomendo fortemente que você leia esse artigo.

Será que consigo controlar ?

Antes de qualquer coisa, garanto a você que SIM, é possível controlar toda essa volúpia emocional. Você precisará de ferramentas adequadas e muita, muita persistência. A gestão da emoção passa por pequenas atitudes e, principalmente, pela criação de hábitos saudáveis na sua vida.

Primeiro, é importante explicar por que você se descontrola. De acordo com o psiquiatra, psicoterapeuta e pesquisador Augusto Cury, durante toda a vida, você viveu momentos bons e ruins. Esses momentos foram registrados por um fenômeno chamado de RAM (Registro Automático de Memória). Assim, tudo o que você fez até hoje está gravado.

Algumas dessas memórias lhe afetam emocionalmente. São fatos que mexeram profundamente com você. E sempre que algo semelhante acontece, o gatilho mental é acionado e, mesmo inconsciente, aquele medo ou trauma volta à tona. A janela traumática é acionada, o circuito das memórias se fecha e você perde o controle.

Quantas mais janelas traumáticas você constrói, mais chances terá de acionar esses mecanismos que levam ao descontrole emocional.

E eu posso me livrar de tudo isso?

O antídoto, de acordo com Augusto Cury, está na criação das chamadas “janelas ligth”. Ou seja:

Liberdade!!

os bons momentos contrapõem esses momentos ruins. No coaching, chamamos isso de “RESSIGNIFICAR” – dar novo significado.

 

E essas janelas light são criadas com o foco no positivo. Aprenda a valorizar o que é bom. Contemple o belo. Busque os pontos positivos das pessoas. Elogie mais do que critique.

Enfim: a forma como encarar os fatos é fundamental para a criação de janelas traumatizantes ou janelas light na memória. Você tem o poder de decidir ver o lado bom e o lado ruim do que lhe acontece. Se preferir ver o lado negativo, a tendência é a criação de novos traumas. E a consequência será transformar a vida numa sequência de lamúrias e reclamações.

Lembre-se sempre de nunca se esquecer de lembrar: os pensamentos são só pensamentos. Eles não são reais. Só estão na sua cabeça. O problema é que esses pensamentos alimentam as emoções. E as emoções, essas sim, são reais.

Você pode estar alimentando, com seus pensamentos irreais, a mágoa, o ódio, o rancor, o ciúme… Ou pode estar alimentando o amor, a compreensão, a calma, a tranquilidade.

Qual você escolhe?

Ressignificar fatos passados, alimentar a positividade, não dar tanto crédito para os pensamentos e pensar antes de falar são alguns dos passos para a gestão da emoção.

Você deve estar pensando (e, lembre-se, os pensamentos não são reais) que a teoria é muito bela. Mas, na prática, é difícil ser tão certinho. É por isso que o processo de coaching é poderoso. Ele te dará ferramentas para lidar com os pensamentos e fazer uma boa gestão da emoção.

Cuide da sua mente. Se ela estiver bem, todo o resto será consequência. E você terá uma vida extremamente produtiva.

Pense nisso. Você merece!!!!

Marcos Giraldi -Jornalista, Coach e CEO Skale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *