Mindset, qual é o seu?

Tempo de leitura: 2 minutos

Você já ouviu falar no mindset? Essa palavra, embora usada em diversos contextos como artigos, frases e vídeos, não é compreendida da maneira correta pela maioria das pessoas. O termo mindset está ligado, ao modo de pensar e esta relacionado às crenças, personalidade, talentos e inteligência e dentro da psicologia do desenvolvimento, ele representa progressiva evolução da estrutura humana.

O mindset foi descoberto pela psicóloga reconhecida mundialmente, dra. Carol Dweck, por meio dos estudos sobre realização e sucesso, na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, o termo pode ser entendido como nossas atitudes mentais de crescimento conforme a percepção que temos de nós mesmos e nosso potencial, nosso jeito de pensar e ver a realidade.

De acordo com a psicóloga, o nosso cérebro só se movimenta se damos uma ordem como, por exemplo, “saia da zona de conforto, agora!”. E é nesse momento que as células nervosas estabelecem novas ligações e ligações mais fortes. E elogiar o cérebro não estimula a autoestima e a realização, mas tirar ele da zona de conforto é o grande mistério para construir pontes seguras para um mindset evoluído, e com a mente disposta é possível elevar e expandir o grau de qualquer habilidade.

Dentro do mindset encontramos duas vertentes: o modo de pensar fixo e o modo de pensar progressivo. No fixo não há confronto cerebral, ou seja, o indivíduo ao invés de aceitar um desafio como uma experiência de crescimento, ele fica paralisado na situação, cristaliza suas ações e seu jeito de reagir. Já no progressivo, há um envolvimento profundo com o novo e a atividade do cérebro processa o erro e aprende a corrigi-lo, desenvolvendo fortes ligações neurais, ou seja, o desafio torna-se aprendizado e evolução.

As pessoas com uma mentalidade de crescimento buscam desenvolver potenciais através de estimulo, prática e aprendizado, como Wolfgang Amadeus Mozart, por exemplo. Esse tipo de mindset propõe viver em um espaço com potencial de crescimento cheios de “ainda” – que é uma palavra que tem um poder intenso para levar a percepção de um ponto crítico que pode ser desafiado criando pontes para o lugar que se deseja. Então vamos lá, um exercício de mindset progressivo: “fui demitido”, muito bem, agora tenho muitas oportunidades de exercer meus talentos e conhecer outras realidades e quem sabe até receber mais por isso em outras empresas. Mindset fixo: “fui demitido”, e agora o que farei com tudo que havia planejado? Acabaram minhas chances de evoluir nesse cargo, devo ter algum problema. E aí, sua mente é progressiva ou fixa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *